Objetivo de vida grandioso, perigoso e incompreensível

2018-09-28T12:41:49+00:00

Primeiro, clique no “play” (▶) e assista ao vídeo acima antes de ler o artigo. Obs: Pequeno trecho do documentário “Mountain”.

Há muito tempo, vi uma reportagem sobre um alpinista que estava prestes a concluir o grande objetivo da sua vida, que era atingir o cume das sete maiores montanhas do planeta.

Naquela época, eu ainda não estava pronto para entender aquilo. Parecia uma loucura. Mentalmente, no conforto do meu escritório, critiquei aquele alpinista maluco.

Pensei: o que poderia fazer alguém deixar o conforto da sua rotina diária para atingir um objetivo tão grandioso, perigoso e incompreensível para amigos e familiares quem vive em solo firme?

Lá no cume dessas montanhas, não me parecia existir nenhum prêmio, nenhum tesouro, nenhum segredo e ninguém estaria lá para assistir a vitória e oferecer uma “medalha”. Parecia uma conquista solitária. Aos que ficavam nos pés das montanhas, olhando aqueles que se aventuram nas alturas, tudo parece uma loucura.

Mas alguma coisa dentro de mim dizia que aquilo era simbólico e existia um segredo escondido que nem todos poderiam compreender. Era como se todo objetivo grandioso, pudesse ser comparado com a escalada de uma grande montanha.

Muitas vezes, ser o melhor profissional da sua área, construir a maior empresa do seu segmento, atingir o sucesso financeiro, profissional ou pessoal, dependem de um grande esforço pessoal e solitário, como o do alpinista aos pés de uma montanha.

Suspeitei que essas pessoas, que definem grandes objetivos na vida, entendiam algo que eu ainda não conseguia entender. Era como julgar aquele que dança como sendo um louco, quando você é que ainda não tem ouvidos para ouvir a música que eles ouvem.

Com o tempo, meus estudos e a experiência que só a vida pode nos dar, percebi que o que move as pessoas que possuem grandes objetivos não é o cume da mais alta montanha, a fortuna ou o sucesso ao atingir um objetivo específico. Isso seria muito pouco.

O que nos tornamos para atingir o objetivo é mais importante do que o objetivo atingido, mas nem todos estão prontos para entender isso.

É como se o grande objetivo fosse apenas uma grande desculpa para se tornar grande.

Existe uma guerra interna a ser travada contra a nossa Resistência para que possamos nos tornar a pessoa que será capaz de atingir o cume do nosso grande objetivo.

Para atingir o cume de uma grande montanha, você precisa se tornar tão grande quanto ela. Precisa buscar o conhecimento. Depois, precisa aprender a fazer planos, ser organizado e disciplinado na sua execução. Você precisa adquirir a paciência e a persistência para não desistir na primeira dificuldade. Você precisa descobrir quais são as suas limitações, seus defeitos, vícios, maus hábitos, ignorâncias e inexperiências, para que tudo isso possa ser superado antes de atingir o seu objetivo. Todas essas superações juntas formam a verdadeira montanha. Essa é a grande guerra interior que precisa ser vencida.

A pessoa que está no pé da montanha, planejando e iniciando a escalada, nunca será a mesma pessoa que atingirá o cume. Todo trabalho necessário para atingir o objetivo, a transformará em outra pessoa, rica em virtudes, sabedoria e qualidades que não existiam antes. Esse é o grande tesouro que nos espera no cume.

Vencer a guerra interna contra a força da Resistência que nos impede de crescer e nos tornar melhores, para atingir nossos grandes objetivos, é a única coisa que realmente nos separa das nossas metas. A montanha é apenas simbólica. Os altos e baixos simbolizam a nossa Resistência interior.

Não adianta dominar as técnicas e adquirir as melhores ferramentas, se você não for capaz de vencer aquilo que resiste dentro de você.

Tenha um grande objetivo, e a Resistência se levantará diante de você, na forma de uma montanha gigante, que deverá ser superada, passo a passo, metro a metro, até que você se torne tão grande quanto ela.

Se consegue perceber que tudo isso faz sentido, você já começou a ouvir a música que poucos conseguem ouvir. Você já está pronto para participar do curso que desenvolvi que ajudará você a enfrentar a sua  Resistência. Visite aqui, conheça os detalhes e inscreva-se.

Gostou do artigo? Receba um aviso por e-mail quando novos artigos forem publicados no site.

Sobre o Autor:

Estou sempre estudando e compartilhando novos conhecimentos com os meus leitores. Sou como um construtor de pontes, que facilitam o seu acesso ao seu desenvolvimento pessoal, profissional e financeiro.

46
Deixe um comentário

avatar
1000
20 Comment threads
26 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
Janice CoanLucas LibânioLiaMarcello MoreiraKarina Recent comment authors
LEONARDO DANIEL DA SILVA
Visitante
LEONARDO DANIEL DA SILVA

Excelente Leandro. Para mim a cereja desse “bolo” é a paciência. Paciência para esperar os resultados aparecem no tempo correto, de acordo com a nossa evolução na subida da montanha.

Davi Galvão
Visitante
Davi Galvão

Excelente artigo Leandro! Sou amante dos esportes na natureza, principalmente a escalada. Sou questionado por muitas pessoas, inclusive na minha própria casa, sobre o porque de arriscar a vida e perder tempo subindo montanhas. Eu simplesmente não consigo explicar o motivo, e ainda que conseguisse, pareceria raso aos olhos deles. A única coisa que eu sei é que, naquele momento em que o corpo fadiga, o vento sopra mais forte e a adrenalina está a flor da pele, eu me sinto capaz de conquistar qualquer coisa. Tudo se torna simples de resolver, como se o mundo estivesse na palma da… Ler mais »

Guilherme os Santos Carvalho
Visitante
Guilherme os Santos Carvalho

Leandro, excelente!
Sou entusiasta do motociclismo e viajo de moto pelo Brasil. Numa viagem ao Chile sai do Brasil pelo Chuí, extremo sul do Rio Grande do Sul, atravessei a Argentina e cruzei a Cordilheira dos Andes. Sei o que é o planejamento e a determinação para se atingir objetivos, enfrentando sol, chuva e frio. É isso ai que vc mencionou no seu texto.
Parabéns!

Yuka
Visitante
Yuka

Oi Leandro, quanto tempo que não comento rs. Adorei o trecho do vídeo. Adorei o seu texto. Parabéns! Você se desenvolve e evolui como pessoa e ajuda pessoas como eu, a olhar o mundo de uma forma diferente, por uma nova perspectiva. 🙂

Eugenio Costa
Visitante
Eugenio Costa

Olá, Leandro. Belo artigo. Não conhecia seu site pessoal. Parabéns mais uma vez! Uma dúvida: em algum lugar há informações sobre a “pessoa” Leandro Ávila (não o profissional)? Refiro-me a algo além daquelas informações sobre trabalho, livros e objetivos enquanto educador. É que bateu uma curiosidade de saber quem é esse cara, onde ele nasceu, se tem filhos, onde mora, o que faz aos domingos, o que gosta de comer, por qual time torce… e por aí vai. Enfim, mas entenderei se isso vc não quiser compartilhar com os leitores na aba “Sobre o Leandro”. Um abraço!

ALEXSANDRO SILVA SANTANA
Visitante
ALEXSANDRO SILVA SANTANA

Parabéns pelo artigo!
Devemos sim ser verdadeiros alpinistas, nos preparar e adquirir conhecimento durante nossa jornada, ter disciplina e foco para atingir o pico da Montanha, e chegando lá olhar para trás e perceber o quanto o percurso nos fez melhor e mais forte. A nossa vida é mais ou menos assim, todos procuramos a felicidade mas é o trajeto até ela que nos faz mais ou menos felizes.

Daniel
Visitante
Daniel

Muito bom. Artigo curto, mas um dos melhores conteúdos que já li. Perfeito!

Rafael Ferreira
Visitante
Rafael Ferreira

Suas palavras são como ouro Leandro!

M Lopes
Visitante
M Lopes

Excelentes reflexões, Leandro. Fazendo essas associações fica mais fácil entender certas motivações, consideradas pouco compreensíveis (as vezes até “lunáticas” ; ). Parabéns! ps: sugestões para ajuste em “se você não for capaz de vender aquilo que “Resiste” dentro de você” e em “Sou construtor pontes”.

Mário Santos
Visitante
Mário Santos

Excelente texto e reflexão Leandro, parabéns, só os que já alcançaram algum cume de montanha sabem o quão valorosa é essa caminhada e o tesouro que conquistamos, tenho certeza que você transformará muitas vidas com seu curso e nós lhe agradecemos por isso, pois teremos pessoas melhores neste mundo. Forte abraço.

Fernanda
Visitante
Fernanda

Olá Leandro tudo bem? Acompanho e admiro seu trabalho, sempre que posso indico o seu site para amigos.
Tenho algumas dúvidas sobre o curso Resistência. Ele é baseado no livros do Steven Pressfield “The War of Art and Turning Pro? Em quais outros autores você se apoiou para elaborar o curso? Perdoe-me se estou equivocada, mas num primeiro momento seu curso lembra o “Inabalável” do Conrado Adolfo. Para mim as propostas são parecidas, poderia esclarecer em quais pontos seu curso difere do dele? Obrigada

Charles
Visitante
Charles

Excelente analogia!

Temos diversas montanhas durante nossa vida, e acredito que a cada cume conquistado estamos mais forte para a próxima montanha.

Eu por exemplo estou escalando melhor a minha montanha da vida financeira. Aprendi a lidar com o dinheiro, fazer meus investimentos com mais sabedoria após ter escalado a montanha da vida saudável. Foi com a dieta, treinos e dedicação. Foi lá que aprendi sobre persistência, foco, paciência e resiliência. Quem diria, não?

Abraços

Luis Mauricio Fiorelli
Visitante
Luis Mauricio Fiorelli

Leandro, texto sensacional. Mais uma vez, você conseguiu expressar de forma clara e incrível … Parabéns e agradeço imensamente.

Mariana
Visitante
Mariana

Belo, profundo e verdadeiro esse artigo Leandro… Muito obrigada por nos dar tanta inspiração para prosseguir na caminhada solitária!
E perceber que, ao final, nunca estivemos sozinhos.. e que a verdadeira batalha e a maior conquista está dentro de nós mesmos. Gratidão!

Karina
Visitante
Karina

Muito bom Leandro!
Adoro seus textos!
Eles sempre me fazem refletir.
Eu fiz o curso Resistência o ano passado e ele me ajudou muito a “escalar diversas montanhas”.

Nada é mais gratificante do que a gente investir nosso tempo de vida no estudo de nosso desenvolvimento pessoal.

Marcello Moreira
Visitante
Marcello Moreira

Fantástico o artigo Leandro! Esse vídeo está no YouTube? Se puder passar o link por gentileza.

Lia
Visitante
Lia

Olá, Leandro Ávila, Sim é ser resiliente,
Você não é produto das circunstância, você é produto das suas decisões.

Lucas Libânio
Visitante
Lucas Libânio

Parabéns mais uma vez Leandro por proporcionar conteúdos técnicos e produzir fonte de estudo. E por ir além provocando inspiração com textos como esse..

Janice Coan
Visitante
Janice Coan

Fantástica exposição! Texto claro, de fácil entendimento e objetivo